sexta-feira, 15 de julho de 2016

ALSÁCIA – LORENA

ALSÁCIA – LORENA


Aline Santana
Bárbara Raiane
Camila Santos
Jamily Araujo
Sarinne Pires
Thais Alcântara





RESUMO: Esse artigo tem o intuito de nós fazer entender melhor a posição da Alsácia e Lorena, tanto na primeira quanto na segunda guerra mundial, também aborda o revanchismo francês e o nazismo. Além de um breve conhecimento a respeito dos aspectos físicos e geográficos. 


PALAVRAS CHAVE: Guerra, Revanchismo, Nazismo, Rendição


Aspectos geográficos: Alsácia Lorena
Veja o mapa completo no link abaixo
Bom a Alsácia ela é conhecida por ser a menor região da França metropolitana, sua capital é Estrasburgo o idioma que predomina por la é o francês a Altitude media e de 260m (852 ft) já a área se estende por 8 280 km², em 2013 os dados eram de 1 861 milhões habitantes hoje provavelmente esse número é bem maior, não podendo deixar de lado a densidade que chega a  209,4 hab/km² já o fuso-horário é o UTC+1:00, o clima predominante é o subcontinental, com invernos frios e secos e, verões quentes, existe uma pouca precipitação pluviométrica devido a proteção dos Vosges, a oeste. A vegetação e composta por florestas, além de diversos vales também embelezam a região uma belíssima paisagem de vinhas e Vosges. O seu relevo é composto por montanhas, algumas áreas com planície, e vales. é para completar a bacia hidrográfica ela é composta por um único rio na região que é o Rhine localizado na divisa de fronteiras.
Já a Lorena é uma região situada a nordeste da França sua Capital é Metz, o Idioma que predomina na região é o Alemão a Altitude media e de 274m (898 ft), já a área se estende por 23 547 km² , em 2014 os dados populacionais eram de  2 346 milhões habitantes , já a densidade é de 100,1 hab/ km² é o seu fuso-horário é o UTC + 1:00, o Clima predominante é o oceânico/ temperado marítimo, com partes contendo o continental. Por conta dos Vosges lá é muito úmido, havendo fortes nevascas no inverno. Lorena é conhecida por seu clima severo e suas nevascas bastante frequentes. O clima permite o cultivo de vinheiras e arvores frutíferas. A vegetação é caracterizada por florestas de coníferas, nas partes mais baixas e pastos nas regiões mais altas. O relevo é composto por uma cadeia de montanhas que se estendem ao longo dá margem Oeste do Vale do Reno, conhecidas como Vosges, localizadas mais ao sul da região. São dois os grandes rios dessa região, Moselle e Meuse, O rio Saône, nasce ao sul dos Vosges e é o principal afluente do rio Lódano. A região também possui muitos lagos, quase todos são artificiais, exceto alguns lagos próximos aos Vosges. 
A Alsásia-Lorena (Alsace-Lorraine, em francês) e (Elsass-Lothringen, em alemão), é um território de população germânica, que antigamente pertencia ao Sacro Império Romano-Germânico. A área é formada por 93% Alsácia e 26% Lorena, na Lorena fica concentrado cerca de 74% dos franceses. Guerra Franco-Prussiana, antes de tudo, o território germânico estava dividido em 39 estados, porém quem tinham o maior poder e quem podia decidir quase tudo eram os representantes dos maiores estados que eram a Prússia e Áustria. Porem esses dois estados tinham interesses diferenciados, enquanto a Áustria era contra a unificação (que no caso onde reinava dois, só reinaria um), a Prússia era a favor, pelo fato de ter  planos para o território germânico, é um deles era ampliar o desenvolvimento industrial. Em 1834, a Prússia liderou a criação do Zollverein (união aduaneira dos Estados Germânicos) o Zollverein tinha como objetivo incentivar o desenvolvimento industrial. Essa união fez a Prússia   aumentar muito o poder  e assim diminuir o da Áustria na. No ano de 1862, o rei prussiano Guilherme I escolheu para ser o primeiro-ministro da Prússia o político e diplomata Otto von Bismarck, o Chanceler de Ferro, que acreditava que para unificar os Estados Germânicos, era necessário o caminho militar (investir na produção de armamentos). Em 1864, com apoio da Áustria, a Prússia conquistou os ducados de Holstein e Schleswig que eram habitados por germânicos, porém a Dinamarca, era quem se apossava de lá, esse processo foi chamado de a Guerra dos Ducanos. Após a Guerra dos Ducados, a Áustria havia ficado com o ducado de Holstein Bismarck ficou descontente com a administração austríaca no território e declarou guerra à Áustria. A Prússia venceu a Áustria na guerra. Para concluir o objetivo de unificar todos os Estados Germânicos, a Prússia precisava conquistar os estados do sul. Porém, o imperador da França, Napoleão III, se foi contra a ideia de Bismark. Após um problema envolvendo a Espanha, a Prússia, Napoleão III, temendo o aumento de poder prussiano na Península Ibérica, declarou guerra à Prússia em 1870. Com seu exército formado por militares prussianos e de outros estados germânicos, a Prússia comandou a invasão em conquista da França. Em 1871 Guilherme I foi proclamado Imperador da Alemanha concluindo assim o processo de unificação. Ainda em 1871 foi assinado o Tratado de Frankfurt entre França e Alemanha. Como derrotados, tiveram que ceder à Alemanha os territórios da Lorena e da Alsácia, além de pagar uma pesada indenização de guerra cuja região era rica em minérios de ferro e em carvão. Nasceu na França a ideia de vingança, de revanche (o Revanchismo Francês). O Revanchismo Francês foi uma das varias razões que provocaram a 1ª Guerra Mundial, junto a outros fatores claro. Resumindo, o revanchismo francês foi um movimento político na França. Esse movimento tinha como objetivo recuperar a Alsácia-Lorena, perdida em 1870
 ouve então  a Primeira Guerra Mundial que ocorreu por conta das tensões que vieram após disputas por áreas coloniais. A Alemanha, após a unificação, passou a reivindicar áreas coloniais, favorecendo a formação de blocos antagônicos. Formaram-se assim, a Tríplice Aliança (Alemanha, Áustria-Hungria e Itália) e a Tríplice Entente (Inglaterra, Rússia e França). Primeiro a Áustria declarou guerra à servia, após o arquiduque e sua esposa terem sido assassinados por um nacionalista sérvio, quatro dias depois, Alemanha e Rússia deram olá a  guerra, no dia seguinte a França também entrou no conflito, dia 4 de agosto Alemanha invade a Bélgica. 25 de agosto Inglaterra declara guerra à Alemanha, o conflito todo era uma guerra de trincheiras (ou seja ninguém recuava ou avançava), em 1915, a tríplice entente foi reforçada pela Itália ex-aliada da Alemanha e Áustria. Em 1917 a Rússia resolve sair da guerra (ano da revolução russa). Nesse mesmo ano os Estados Unidos, entram na guerra depois de terem seus navios afundados por submarinos alemães, os países aliados a Alemanha começaram a se render, kaiser Guilherme ll é deposto, e finalmente 11 de novembro de 1918, os alemães depõe as armas e acabam se rendendo. E em 1919: é assinado o tratado de Versalhes.
Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado por países europeus logo após o final da Primeira Guerra Mundial. No Tratado, a Alemanha assumiu toda a responsabilidade pelo conflito mundial, comprometendo-se a cumprir várias exigências políticas, econômicas e militares. Estas exigências foram impostas à Alemanha pelas nações vencedoras da Guerra, principalmente Inglaterra e França.

O Tratado de Versalhes impôs muitas exigências mas a que mais marcou foi :
* A devolução dos territórios da Alsácia-Lorena à França.

 As fortes imposições do Tratado de Versalhes à Alemanha, fez nascer neste país um sentimento de revanchismo e revolta entre a população. A indenização absurda enterrou de vez a economia alemã, que já não ia nada bem por conta da guerra. As décadas de 1920 e 1930 foram marcadas por forte crise moral e econômica na Alemanha a inflação, o desemprego e a desvalorização cresciam alarmantemente. Ótima terra  para o cultivo e crescimento do nazismo, que levaria a Alemanha para um outro conflito armado, a Segunda Guerra Mundial.


Em 1918 uma onda de movimentos antidemocráticos surgiu no cenário mundial, com o intuito de conter o crescimento do comunismo. Na Itália predominava o fascismo; em Portugal, o salazarismo; na Espanha, o franquismo; e na Alemanha, o nazismo. A palavra nazismo vem de Nazi, que é a abreviação de Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães , seu líder chamava-se Adolf Hitler. Os alemães viam Hitler como uma salvação para a crise que o país enfrentava. Rapidamente o partido cresceu. Com esse crescimento o presidente alemão Hindenburg, amedrontado, ofereceu o cargo de chanceler a Hitler, que instaurou uma política de repreensão contra seus opositores. Em 1934, o presidente Hindenburg morreu e Hitler assumiu o cargo máximo. Segunda Guerra Mundial o marco inicial ocorreu em 1939, quando a Alemanha invadiu a Polônia. Com esse ato, imediatamente, Inglaterra e França saíram em defesa do país invadido, declarando guerra à Alemanha. Mais tarde, em 1941, a então União Soviética entrou no conflito por ter sido invadida pelo exército alemão. Ainda no mesmo ano, os Estados Unidos entraram no conflito após receber um ataque aéreo japonês em sua base naval de Pearl Harbor. Após muitos confrontos envolvendo os países do Eixo e Aliados, que por acaso teve a maior duração de anos, a guerra deu sinais de que iria terminar, Itália em 1943 se rendeu. Dois anos mais tarde, Alemanha e Japão não suportaram e se rederam também, consolidando a derrota do grupo do Eixo. O Japão se rendeu após ter sido atingido por duas bombas atômicas, uma na cidade Hiroshima e outra em Nagasaki.






Fonte:
Antes da unificação, o território germânico estava fragmentando em 39 estados que formavam a Confederação Germânica. LEIA MAIS EM: http://www.suapesquisa.com/historia/unificacao_da_alemanha.htm
Alsácia-Lorena e o revanchismo franco-alemão, LEIA MAIS EM: https://diariodosextremos.wordpress.com/2013/03/01/alsacia-lorena/
Assinado em 28 de junho de 1919, o Tratado de Versalhes foi um acordo de paz assinado pelos países europeus, LEIA MAIS EM: http://www.suapesquisa.com/pesquisa/tratado_de_versalhes.htm
O final do século XIX e a 1ª década do século XX na Europa, foram marcados por um clima de confiança e otimismo. LEIA MAIS EM: http://www.infoescola.com/historia/primeira-guerra-mundial/
De 1942 a 1945, cerca de 140 mil moradores da região da Alsácia-Lorena foram incorporados ao exército de Hitler. Após a guerra, muitos desses franceses morreram como prisioneiros nos campos soviéticos LEIA MAIS EM: http://www2.uol.com.br/historiaviva/reportagens/nazistas_a_contragosto.html
Regiões da França - Lorraine/Lorena, LEIA MAIS EM: http://pt.slideshare.net/nyuuneechan/regies-da-frana-lorrainelorena









CONCLUSÃO

Agora, podemos concluir que a Alsácia e Lorena foram por séculos motivos de conflitos e rivalidades entre a França e Alemanha, o que sem dúvida gerou muitas mortes e destruição, mas apesar de tudo isso o ambiente é um dos melhores possíveis.

Um comentário:

  1. http://www.suapesquisa.com/historia/unificacao_da_alemanha.htm

    http://brasilescola.uol.com.br/historiag/nazismo.htm

    ResponderExcluir