sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Eleições


                             Eleições Norte Americanas
                                                   
Adriele Souza.
Emanuele Barreto.
Juliana Velasco.
Jeferson Silva.
Tailane Souza.
                                                                


RESUMO:  Esse artigo tem como objetivo abordar nossos conhecimentos sobre as eleições Norte Americanas, portanto iremos explicar como surgiu o sistema eleitoral Norte Americano e como ele funciona.

PALAVRAS-CHAVE: Eleições, Americanas, Sistema, Democracia, Estado.


INTRODUÇÃO:  As eleições são basicamente o processo pelo qual a população por meio do voto escolhe o seu representante, mas conhecido como o presidente da nação. Nos Estados Unidos o voto é secreto, o eleitor participa escolhendo um delegado e esse delegado escolhe em quem votar, assim podemos afirmar que o voto é indireto e ao mesmo tempo ativo mas não obrigatório.

  O modelo eleitoral Norte Americano foi criado com objetivo de que o presidente da nação não fosse escolhido pelo voto populacional, mais sim por representantes que defenderiam os interesses da população no colégio eleitoral.

Como surgiu o sistema eleitoral Norte Americano.

  O sistema eleitoral Norte Americano surgiu no século XVIII, ele elege o presidente da nação Norte Americana por meio do voto de um corpo de delegados que é atribuído aos chamados estados fundadores. Nessa época era quase impossível efetuar uma campanha eleitoral que envolvesse todo o país, por causa do seu tamanho e comunicação precária.

  Os Estados unidos já possuía sua identidade nacional formada e os estados ficaram com receio por conta dos seus direitos. O voto popular era temido por sua imprevisibilidade, por isso a Constituição de 1787 não queria que o presidente fosse escolhido pelo voto popular, por consequência disso foi decidido que os candidatos escolheriam seus candidatos e os grandes estados acabariam dominando a política dos Estados Unidos. O sistema eleitoral Norte Americano foi criado para alcançar o difícil equilíbrio entre os estados e os seus interesses, incluindo a vontade local e nacional.

Como funciona o processo eleitoral Norte Americano.

  As eleições Norte Americanas acontecem a cada quatro anos, o voto é secreto e facultativo ou seja os eleitores que decidem se querem ir às urnas. Diferente do Brasil, os eleitores não precisam justificar porque não votaram, os eleitores Norte Americanos que optarem por votar tem que registrar-se antes de cada ciclo eleitoral, pois o Estados Unidos não possui um documento oficial que permite que o eleitor  vote no seu candidato no dia previsto para a votação.

  Os eleitores Norte Americanos não votam diretamente no seu candidato, eles elegem os delegados que os representarão no colégio eleitoral e decidirão o novo presidente da república. O colégio eleitoral é composto por 538 delegados, esse número de delegados são divididos por estados, que representam o tamanho da população do estado ou seja o estado que possui mais habitantes terá mais representantes no colégio eleitoral. Alguns estados apresentam muito mais representantes que outros, nos Estados Unidos os estados que mais possuem representantes são: Califórnia com 55 delegados, Texas com 38 delegados, Flórida com 29 delegados, Illinois com 21 delegados, Nova Jersey com 20 delegados, Pensilvânia com 20 delegados, Ohio com 20 delegados, Michigan com 18 delegados, Carolina do Norte com 15 delegados, Geórgia com 15 delegados e Virgínia com 13 delegados. Esses 538 delegados representam a soma de 100 senadores, mais 435 deputados, mais 3 delegados de Washington que não possui senadores. Porto Rico e Gum não possuem delegados, ou seja, não possuem representantes no colégio eleitoral, portanto eles não votam, e nos outros 48 estados acontece o chamado "The Winner Takes It All" que significa "O Vencedor Leva Tudo'', onde o candidato que obter a maioria dos votos ganha todos os votos daquele estado, enquanto o candidato que teve a minoria dos votos fica com nenhum, esse modelo só não é adotado nos estados de Maine e Nebraska.

   Em alguns estados os delegados não são obrigados a votar no candidato que os eleitores desejam, enquanto em outros os delegados são obrigados a votar no candidato que prometeram votar. Em alguns estados Norte Americanos o voto já é garantido a algum dos dois principais partidos antes mesmo de começar as eleições, independente de quem seja o representante do partido, como no estado do Texas que historicamente vota no partido Republicano. Os candidatos à presidência devem possuir um investimento maior em propagandas politicas nos estados onde os eleitores ainda não decidiram em quem votar, o voto desses estados faz total diferença na hora de eleger o presidente, como a Flórida e Swing States. Cada estado Norte Americano tem interesses diferentes, então cabe aos candidatos de cada partido apresentar propostas que se encaixem nos interesses de cada estado ou na maioria deles.

  Os Estados Unidos apresenta vários partidos políticos e antes de começar as eleições os candidatos desses partidos mostram através de debates como vão governar o pais, mas apenas dois partidos tem chances reais de eleger seu candidato, que são aliados dos Democratas e Republicanos. Esses dois partidos vem com uma disputa centenária pela presidência dos Estados Unidos e ao longo do tempo os mesmos vem se revezando no poder da presidência dos Estados Unidos. Esse ano houve 15 nomes mais cotados para assumir a presidência, entre eles foram 5 pré-candidatos pelo partido Democrata e 10 pelo partido Republicano. Nas eleições presidenciais Norte Americanas o candidato precisa de no mínimo 270 votos no colégio eleitoral para se eleger presidente da república, mas se nenhum candidato obter mais de 270 votos fica a cargo da Câmara que decidirá quem será o novo presidente dos dois mais votados e fará um processo semelhante para eleger o vice presidente dentre os candidatos mais votados.

Diferenças entre Democratas e Republicanos.

  Nos Estados Unidos existem vários partidos políticos, mas somente alguns entram na briga pela presidência que são: Partido Verde, Partido Libertário, Partido Reformista, Partido da Constituição, Partido Democrata e o Partido Republicano. Desses apenas os Democratas e Republicanos tem chances reais de conseguir a presidência dos Estados Unidos, e são os maiores e mais conhecidos. A principal diferença entre os Democratas e Republicanos é a ideologia de cada um, que são totalmente contrárias. A ideologia é a base para construção de um Governo, os Democratas tem ideologia de centro esquerda e os Republicanos com ideologia de centro direita, ou seja, suas ações são completamente diferentes.

  O Partido Democrata é um dos partidos mais antigos dos Estados Unidos, foi fundado em 1792 por Thomas Jefferson e passou por grandes mudanças em 1833, tem como símbolo um burro. Sua ideologia defende a não intervenção do estado na economia do país, o equilíbrio do sistema capitalista com programas sociais, a cobrança de impostos principalmente para empresas, o apoio aos sindicatos, o aborto, a união homo afetiva e os direitos da minoria.

  Já o Partido Republicano foi criado em 1854, tem como símbolo um elefante. Os Republicanos são a maioria banqueiros, empresários e de famílias tradicionais norte americanas. Sua ideologia defende a atuação do governo em pequena escala na economia do país, tem ideias conservadoras como a da moral e dos bons costumes, defende a redução de impostos e opõe-se ao casamento homo afetivo e ao aborto.

As propostas apresentadas por Hillary Clinton para governar os Estados Unidos.

  As propostas que Hillary Clinton defendeu em debates e discursos são: Reestruturar a liderança mundial dos Estados Unidos, defender os interesses Americanos, manter a segurança do país, derrotar o Estado Islâmico, enfrentar agressores, fazer o Irã cumprir o acordo nuclear, para que isso fosse possível Hillary prometeu reforçar o corpo militar do país e outros pontos considerados frágeis, como aeroportos e outros, ela também prometeu buscar novas parcerias e reforçar alianças. Hillary afirmou que em sua política iria optar sempre a meios diplomáticos e a força somente em último caso, ela prometeu controlar a venda de armas no país por meio da criação de leis que dificultem a compra desse produto que checariam antecedentes criminais e responsabilizaria fabricantes e vendedores de armas em caso de tiroteio em massa ou outras tragédias.

  Hillary falava em trazer um projeto de curto e médio prazo para melhorar a economia do país e de famílias norte americanas, esse plano tinha como objetivo melhorar salários e valorizar o salário mínimo, deveria trazer também benefícios fiscais a famílias endividadas, baixar a burocracia para pequenos negócios, fortalecer sindicatos e igualar salários entre homens e mulheres e incentivar pesquisas médicas e cientificas. Hillary prometeu uma educação de qualidade e de base e esperava que em 10 anos todas as crianças de 4 anos estariam em pré escolas, planejava também qualificar professores e os alunos trabalhariam 10 horas por semana para pagar os estudos, visando ajudar os alunos a não ficarem endividados ao saírem da escola, além de defender uma universidade para famílias pobres. 

  Hillary prometia  investir cerca de 2 bilhões de dólares na área de saúde, voltadas para pesquisas ao combate do Alzheimer e outras doenças semelhantes, ela também iria estender programas públicos para a população pobre, nesse plano Hilary pretendia barrar o aumento dos preços de medicamentos controlados e incentivaria a indústria farmacêutica a investir em pesquisas, reforçar tratamentos para vícios de drogas lícitas e ilícitas, facilitar o acesso de mulheres a saúde reprodutivas e impor benefícios para idosos, portadores de HIV e pessoas que necessitam de tratamentos especiais. Hillary prometeu incentivar a geração de energia limpa, instalando mais de meio bilhão de painéis geradores de energia solar, impondo salários bem remunerados, visando transformar a América em uma super potência geradora de energia limpa do século XXI,  pretendendo diminuir o uso do petróleo em um terço e a emissão de gases em 31℅, visava proteger animais selvagens e domésticos, impedindo o tráfico desses animais.

As proposta apresentadas por Donald Trump para governar os Estados Unidos.

  Em seus discursos Donald Trump colocava a América como sua prioridade e acima dos interesses de seus aliados, ele falava que seus aliados deveriam investir na sua própria segurança para que não precisassem depender dos Estados Unidos, falava em ter uma comunicação pacifica com a Rússia e a China, impondo limites nessa relação e punindo quem ultrapassa-los.

  Trump prometeu trazer os empregos de volta e que os Estados Unidos não perderia  indústrias e empregos para a China e nem para o México. Ele puniria empresas que deixassem o país e as que não empregassem americanos, obrigaria a Apple a fabricar seus produtos na América, e falou em baixar os impostos para todos além de cortar gastos na área de educação.

 Prometeu cancelar o plano de saúde público adotado por Barack Obama, Trump defendia o trabalho e afirmava que o trabalho é o melhor plano social, ele acredita que uma boa economia e a recuperação de empregos vai possibilitar que a maioria da população possam pagar pelas suas despesas de saúde sem precisar da ajuda do governo, Trump também é a favor do aborto em casos de risco a vida da mãe ou em casos de estrupo, Trump defende a regra de livre mercado para fabricantes de medicamentos e fala que a expulsão de imigrantes ilegais no país vai economizar 11 bilhões de dólares anuais.

  Donald Trump falava que não quer que o governo lucre com empréstimos estudantis e nem que o governo federal interfira no modelo de educação de cada estado, porém não apresentou nenhum projeto para isso, defendia o porte de armas nas escolas, alegando que escolas sem armas são vulneráveis a massacres, e é a favor de armas nucleares, promete expandir seu arsenal nuclear e fortalecer o corpo militar norte americano, ele é a favor da tortura e métodos piores que o afogamento simulado e diz que os Estados Unidos deve ser sempre imprevisível. Trump é contra a imigração nos Estados Unidos e prometeu barrar a entrada de muçulmanos no país, prometeu também construir um muro e obrigar o México a pagar pelo muro e fala que vai expulsar 11 milhões de imigrantes ilegais no pais.

CONCLUSÃO

  As eleições norte americanas foi criada no século XVIII com o objetivo de tentar alcançar o difícil equilíbrio entre os estados e os seus interesses, incluindo a vontade local e nacional, as eleições assim como aqui no Brasil ocorre de 4 e 4 anos e o voto não é obrigatório, o que faz com que as pessoas que decidirem votar sejam realmente interessadas no assunto pois o votar ou não, é de escolha individual.

  O voto nos Estados Unidos não é direto, eles escolhem delegados que apoiam o partido de seu interesse, então cada partido mostra suas propostas e eles decidem qual defendem seus interesses no objetivo de elegê-lo, existem vários partidos, porém os que disputam a candidatura são eles: Democratas e Republicanos. Cada um tem sua ideologia, um visa a moral e bons costumes, outro visa mais os interesses econômicos tendo eles como representantes Donald Trump que tem como seu vice Mike Pence(republicanos) e Hillary Clinton que tem como vice Tim Kaine (democratas).

  Então os delegados escolheram como novo presidente, Donald Trump que estava perdendo nas pesquisas populacionais porém ganhou as eleições devido aos colégios eleitorais, ele promete mudar muitas leis no país, leis trabalhistas, leis com relação a imigrantes, leis com relação a estudantes e assim por diante. Trump prometeu fazer a revolução nos Estados Unidos. Agora com a  poder sobre os EUA em suas mãos, basta ele cumprir suas promessas e revolucionar o país concluindo os seus objetivos. Os americanos não só decidiram quem ocupará a presidência mas também quem ira ocupar o senado nesses próximos 4 anos.


REFERÊNCIAS:












Nenhum comentário:

Postar um comentário