quinta-feira, 10 de março de 2016

A MÁQUINA DE XEROX, UTILIDADE E FUNÇÃO


A máquina de xerox é uma forma de economizar, pelo fato de facilitar a vida do estudante e do trabalhador. Um exame que poderia levar horas para ser redigido a mão dependendo da máquina levaria minutos e por isso costumamos dizer que a máquina xerográfica é uma das invenções mais precisas no mundo de hoje.

Imagine se abrirmos uma loja para que as pessoas conheçam. O que fazer? Fácil, só entregar uns panfletos, falando sobre a loja.

E da onde vem os panfletos?  Já imaginou se cada panfleto fosse redigido a mão? 

Nessa ocasião, as máquinas xerográficas fazem esse trabalho muito bem: economizando tempo! O fato é que a máquina xerográfica é uma facilidade.

Portanto, segundo a lei de Coulomb baseados em um princípio físico: 

“Cargas com sinais opostos são atraídas e com sinais iguais são repelidas; A força de atração ou de repulsão entre duas cargas é diretamente proporcional ao produto do módulo das cargas elétricas e é inversamente proporcional ao quadrado da distância entre elas”

Sabendo disso, um longo processo depende da energia eletrostática. Ao contrário de todos, a impressão começa ante mesmo do papel ser puxado para dentro da impressora, pois a impressora carrega a imagem em sua memória e processa as partes que precisarão de cor e as quais serão deixadas em branco o que interiormente, um dispositivo chamado de “fio de corona” um cilindro fotorreceptor com cargas (energia eletrostática) positivas faz esse processo. Lembrando que algumas impressoras trabalham com carga negativa no cilindro.

Papel recebendo tinta do cilindroLogo em seguida o laser da impressora começa a agir descarregando em certas partes do cilindro, para que a foto, texto, que será impresso fique desenhado no cilindro (neste momento apenas energia eletrostática). 

Imediatamente o toner começa a executar jogando uma pequena película de pó sobre o cilindro, este pó está positivamente carregado, assim será adquirido nas partes em que o laser retirou a energia eletrostática, porém não irá aderir nas partes carregadas positivamente. Entretanto, a impressora ao puxar o papel vai passar por um dispositivo que irá carregar negativamente. Isto é necessário para que a tinta seja atraída para o papel. O cilindro inicialmente começa a rolar sobre o papel e passar a tinta do toner (pó) para o mesmo, vale enfatizar que o papel recebe tinta e o cilindro está sendo descarregado e a energia vai ser retirada em fração de segundo.

Neste instante o papel continua rolando pela esteira até chegar ao fusor. Fusor é chamado quando acontece uma fusão utilizando a temperatura que pela passagem sobre o mesmo faz com que a tinta que estava bem clara, seja “torrada”, de modo que haja uma fusão, entre as partículas de tinta e do papel. 
O fusor aquece o pó do toner e produz a imagem finalTudo isso é tão rápido que por mais quente que fique o papel não a queima. Portanto aquele papel depois da impressão sai quentinho em suas mãos é por este processo esplêndido e lembrando do exemplo no início do texto (sobre os panfletos), logo são essas as etapas que fazem esse trabalho por nós.

Uma criação desta, facilitou a vida de muitas pessoas. Então valorize sua máquina xerográfica que breve precisará dela que em questão de segundos sairá quentinha em suas mãos.  

Veja logo abaixo um vídeo ilustrativo que preparamos para você:





Autores:
Aline Santana
Barbara Raiane
Camila Santos
Denilton Ribeiro
Higor Santos
Jamile Araujo
Ludmila Duque
Miquéias Rocha
Raquel Rebeca
Rodrigo Bomfim
Sarine Pires
Simone Santos
Tailane Santana
Thais Alcântara


Nenhum comentário:

Postar um comentário